terça-feira, 6 de abril de 2021

Mãe é suspeita de dopar filha para facilitar estupro de padrasto


 
Foto: Reprodução
Um suposto estupro de uma adolescente de 12 anos pelo padrasto com a ajuda da mãe da vítima é investigado pela Polícia Civil de Minas Gerais.

O caso chocou Três Marias, cidade na região central de Minas Gerais. O homem de 34 anos e a mulher de 40 anos foram presos. As informações são do jornal O Tempo.

Segundo o boletim de ocorrência, a adolescente foi, junto com uma avó, até um quartel da Polícia Militar de Minas Gerais e contou sobre os abusos.

A vítima relatou que a mãe deu a ela um remédio. Depois disso, ela ficou sonolenta e o padrasto teria cometido os estupros. O Conselho Tutelar foi acionado para acompanhar o caso.

Os dois suspeitos foram detidos e levados à Delegacia de Polícia Civil junto com os celulares deles e uma caixa com remédio que foi apreendida.

A menina foi encaminhada a um hospital em Sete Lagoas, também na região central, e recebeu medicação para prevenir a gravidez e doenças sexualmente transmissíveis. A mãe da vítima tem passagens por ameaça e o homem não tem registros policiais.

A Polícia Civil informou que os suspeitos foram liberados após serem ouvidos e negarem o crime. “Nenhuma testemunha foi apresentada no momento da condução dos suspeitos e não havia exame de corpo de delito. Sendo assim, a autoridade policial não ratificou a prisão em flagrante por falta de indícios e elementos que justificassem a medida. A investigação segue em andamento a cargo da Delegacia de Polícia Civil de Três Marias”, informou.

Com informações do site: metropoles