terça-feira, 6 de abril de 2021

Manchas roxas no corpo pode ser sinal de algo grave? Conheça 3 causas do aparecimento


 
Foto: Reprodução
Hematomas que surgem de forma misteriosa podem ser sinal de algo mais sério. As manchas roxas são ocasionadas pelo extravasamento de sangue na pele, por causa de um rompimento de vasos sanguíneos. Na maioria dos casos, é provocada pela fragilidade dos vasos de sangue, alterações das plaquetas, pancadas ou até pela capacidade de coagulação do sangue.

Na maior parte dos casos, as manchas roxas somem de forma espontânea, sem nenhum sintoma ou pode apresentar uma dor local leve.

Tem pessoas que são mais desastradas e acabam ficando com hematomas devido a pancadas.

Contudo, se esse não for o caso, é importante verificar a causa das manchas roxas, pois podem indicar algo mais sério. Procure ajuda de um médico, caso as manchas sejam constantes, pois somente o profissional é capaz de dar o diagnóstico correto e prescrever o melhor tratamento. Veja abaixo alguns problemas de saúde que podem provocar hematomas pelo corpo.

Fragilidade capilar
A fragilidade capilar ocorre quando vasos sanguíneos pequenos, que são responsáveis pela circulação da pele, estão mais fragilizado e por isso acabam se rompendo de forma espontânea, provocando o extravasamento de sangue sob a pele. Os principais motivos costumam estar ligados ao envelhecimento, alergias, púrpura por melancolia, predisposição genética e até deficiência de Vitamina C.

No geral, essas manchas desaparecem sozinhas, sem precisar de nenhum tipo de intervenção. No entanto, o uso de pomadas pode ajudar a acabar com o problema de maneira mais rápida.

Doenças que alteram coagulação sanguínea
Algumas enfermidades podem alterar a coagulação, tanto da redução das plaquetas como na alteração de suas funções. Esse problema acaba facilitando o extravasamento de sangue pelos vasos de sangue e consequentemente forma-se as manchas. Os principais problemas que alteram a coagulação são as infecções por vírus, deficiência de minerais e vitaminas, problemas no fígado e medula óssea, doença auto-imune e enfermidades genéticas.

O tratamento vai depender do que provoca a alteração, mas pode variar de uso de medicamentos a transfusões sanguíneas.

Uso de medicamentos
Alguns remédios podem interferir na coagulação sanguínea ou mesmo na ação das plaquetas. Esses medicamentos podem deixar o indivíduo propenso a formação de hematomas, entre eles o AAS, Paracetamol, Tiamina e outros. A situação precisa ser avaliada pelo médico que pode suspender o uso ou trocar a medicação do paciente.

Do 1 News