sábado, 10 de abril de 2021

Menina de 9 anos quase morre após ser mordida por pequeno animal ‘indefeso’ que muitos pais têm em casa


 
Foto: Reprodução
Sapphire Swannack é uma garotinha que nasceu na Inglaterra, tem apenas 9 anos e, mesmo com a pouca idade, passou por uma experiência traumática que quase a levou à morte.

Enquanto a garota segurava seu pequeno pet, um hamster, bichinho muito comum nos lares e que, para muitos, parece um animal inofensivo, ela foi surpreendida com uma mordida em seu dedo anelar da mão direita.

Com o susto, a mãe da garota, Lucie, consultora de beleza na Inglaterra, resolveu medicar a filha com um antibiótico, presumindo que o medicamento resolveria o problema, já que mordidas de hamsters não são tão comuns.

Inchaço no dedo e erupções no braço
Entretanto, o remédio oferecido pela mãe não foi capaz de conter o grande problema que a mordida ocasionou a Sapphire. De acordo com Lucie, o dedo da filha começou a inchar e uma grande erupção se espalhou pelo braço de mesmo lado da mordida. Com isso, a mãe achou que sua filha fosse morrer.

Assim, a família da menina a levou às pressas para o hospital, onde Sapphire foi até mesmo colocada em isolamento por suspeita de Covid-19, já que apresentava uma febre alta.

Sapphire foi operada sob anestesia geral
Na unidade de saúde, após a realização de exames, a suspeita da doença do coronavírus foi anulada e, no dia seguinte, Sapphire precisou ser operada sob anestesia geral para que os médicos limpassem o machucado realizado pela mordida do hamster
Segundo Lucie, a filha poderia ter morrido caso a mãe tivesse demorado pouco tempo a mais para levá-la ao hospital, já que a infecção causada pela mordida do animal poderia ter se espalhado e chegado até o coração da garota.

Hamster foi doado
Com a tragédia que quase levou Sapphire à morte, a família decidiu doar o hamster a parentes que moram nos Swannack.

Com informações do site: 1 News