segunda-feira, 12 de abril de 2021

Mulher é suspeita de atear fogo ao corpo da namorada após descobrir suposto adultério em celular


 
Foto: Reprodução

Uma mulher é suspeita de colocar fogo ao corpo da namorada, de 44 anos, enquanto ela dormia, após descobrir supostos adultérios em mensagens no celular, em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital. Segundo a Polícia Civil, ela teve 46% do corpo queimado e foi levada em estado grave para um hospital de Goiânia.

O nome da suspeita não foi divulgado. Por isso, o G1 não localizou a defesa para se manifestar.

Segundo a delegada Cybelle Tristão, da Delegacia de Proteção à Mulher (Deam), o caso aconteceu na segunda-feira (5), mas a polícia foi chamada para investigar na quinta-feira (8).

A delegada informou que a suspeita foi intimada a prestar declarações e confessou o crime. Porém, como não houve flagrante, ela não foi presa e foi liberada após os esclarecimentos.

De acordo com a delegada, após acordar assustada com o fogo sobre o corpo, a mulher correu para o banheiro da casa. A suspeita ainda teria oferecido uma pomada ao ver as queimaduras no tórax e pescoço da namorada.

Conforme a investigação, a mulher disse à namorada que estava bem e pediu que saísse de casa para comprar cerveja. Porém, segundo ela, isso foi um pretexto para pedir socorro.

O inquérito foi instaurado e ela deve responder por tentativa de feminicídio qualificado, já que a motivação por ciúmes é considerada banal.

Segundo a delegada, familiares da mulher informaram que elas estavam juntas há sete anos e que a relação era conturbada, com agressões físicas e verbais.

O nome da mulher e o hospital em que ela foi levada não foram divulgados. Assim, o G1 não conseguiu atualizar o estado de saúde dela nesta sexta-feira (9).



Com informações do site: G1