sábado, 10 de abril de 2021

Para emagrecer, dormir melhor e aumentar o vigor durante o dia: conheça os melhores chás e inclua-os na dieta


 
Foto: Reprodução
As pessoas estão consumindo variedades cada vez maiores de chás. Essas bebidas, além de deliciosas, são saudáveis, baratas e podem ajudar em diferentes objetivos. Para se ter uma ideia, recente levantamento feito por uma empresa de consultoria internacional chamada Euromonitor demonstra que, todos os anos, são cerca de 331 bilhões de litros de chá quente e 41 bilhões de litros de chá gelado são consumidos no mundo.

Os chás podem ser preparados das mais diversas maneiras, seja por meio de folhas, raízes, frutas ou ervas. A depender da escolha dos ingredientes, o foco de atuação no organismo será diferente, seja para auxiliar no processo de digestão, contribuir para o emagrecimento, acalmar, melhorar o sono dentre outras incontáveis benesses.

Cuidados para extrair o máximo de nutrientes do seu chá
Para que os ingredientes sejam conservados da melhor maneira possível, alguns pequenos cuidados são indispensáveis. O tempo de preparo, por exemplo, influencia diretamente em sua qualidade, e depende do tipo de chá: branco, verde, matcha, preto, amarelo, etc.

Chás que possuem traços maiores de delicadeza, como os amarelos e brancos, devem iniciar a preparação em 70ºC, podendo atingir patamares de 85ºC a 90ºC quando se tratar de chás escuros. “Se a água for quente demais as folhas queimarão o que comprometerá o sabor e a qualidade da bebida”, ensina Fabi Calvo, especialista em chás.

Chás para emagrecer
Para quem está de dieta na busca por eliminar alguns quilinhos extras, os chás podem ser importantes aliados. Um exemplo interessante é o chá puerch, do tipo fermentado e conhecido no Brasil como chá vermelho. Por ter uma certa quantidade de cafeína em sua composição, aliado aos polifenóis, contribui para reduzir as taxas de absorção de gordura e, consequentemente, contribuindo para a redução do peso.

Atenção! Chás industrializados, comprados em latas ou garrafas, podem ser uma grande armadilha. Isso porque os fabricantes, na maioria das vezes, adicionam açúcares ou outros topos de adoçante para melhorar o sabor, o que pode causar prejuízos na qualidade de sua tabela nutricional.

Chás para aumentar o vigor
Para os que não são chegados ao cafézinho, ou mesmo que busquem reduzir o seu consumo, podem aderir ao chá-preto e o matcha como um importante aliado do dia a dia, contribuindo para dar aquele “gás” a mais durante a rotina. Calvo orienta fazer o consumo durante a manhã, auxiliando o corpo a ficar em alerta durante todo o dia.

Por seres muito estimulantes, como o caso do matcha, devem ser evitados no período da tarde e da noite, a fim de que o organismo não permaneça ligado de maneira excessiva na hora de dormir, causando casos de insônia. O limite padrão para uma pessoa como é de três xícaras ao dia.

Chás para melhorar a digestão
Uma boa saída para contornar aqueles problemas digestivos depois de exagerar na comida são os chás do tipo Oolong, também conhecido no Brasil como chá azul. É uma alternativa bem natural aos remédios convencionais e ajuda a solucionar aquela sensação de barriga pesada.

Chás para dormir melhor
O especialista explica que os boatos insinuando que o consumo de chá deve ser vedado na hora de dormir trata-se, na verdade, de um mal-entendido. É claro que alguns chás, como os mencionados nesta matéria, devem ser evitados pela alta concentração de cafeína. Outros, porém, como os chás brancos, amarelos e verdes contribuem no processo de relaxamento e, consequentemente, contribuem para uma boa noite de sono.

Com informações do site: A1 News