sexta-feira, 21 de maio de 2021

Atleta que casou com boneca inflável relata discriminação no esporte


 
Foto: Reprodução
O fisiculturista cazaquistão Yuri Tolochko deu, pela primeira vez, detalhes da discriminação que sofre no meio do esporte. Ele, que se considera pansexual, se casou no ano passado com uma boneca inflável.

Pouco tempo após o casamento, o bodybuilder se separou da então esposa, Margo, e no momento se relaciona simultaneamente com duas outras bonecas: Luna e Lola. Apesar de todas as aventuras e desventuras do atleta, ele tem enfrentado outros problemas.

Em entrevista ao portal Latin Times, Tolochko descreveu que, por conta de suas relações com bonecas, tem sofrido hostilidade dos colegas de profissão, que começaram a pressionar a federação a excluí-lo e a restringir os apoiadores LGBTQ+ das competições.

Segundo Yuri, seus colegas entendem que suas atividades são consideradas imorais e defendem que a associação de minorias à federação fere os sentimentos religiosos e mancha a imagem de outros atletas “dignos”.

Após o divórcio, atualmente ele se relaciona com duas outras bonecas 

Além disso, o fisiculturista afirmou ter sido ridicularizado e condenado por ter aparecido em público com roupas femininas.
“Permitam-me lembrar que realizei ações com a imagem feminina para chamar a atenção para os direitos humanos. Por isso fiz uma campanha de apoio às mulheres no Cazaquistão , em apoio às pessoas trans e outras ações”, concluiu.

Yuri Tolochki é um renomado fisiculturista, com recordes e conquistou duas vezes o título Master of Sports.

Fonte: Metrópoles