quarta-feira, 26 de maio de 2021

'Monstro', criança revela que era estuprada por pai com consentimento da mãe


 
Foto: Reprodução
Manaus/AM - Um homem foi preso suspeito de estuprar a própria filha de 11 anos, a mãe sabia de tudo e que presenciou um dos abusos. A prisão ocorreu na manhã de hoje (25), no bairro Novo Aleixo, na Zona Norte, na casa da família.

Conforme a delegada Joyce Coelho, os estupros ocorriam desde que a criança tinha 6 anos. O caso foi descoberto em abril, depois que a vítima revelou tudo à tia paterna.

“A criança tinha ido passar uns dias na casa dos avós paternos e no dia de voltar para casa ela acabou demonstrando rejeição em voltar e pediu passar mais uns dias. E depois de muita insistência, ela acabou passando mais um dia e à noite desabafou com a tia relatando toda sorte de abusos que passava dentro de casa, cometidos pelo próprio pai biológico durante cinco anos”, detalha a delegada. 

A criança é a mais velha de seis filhos e revelou à polícia que  já não aguentava mais os abusos e que temia que o mesmo acontecesse com as irmãs menores. Ela disse ainda que tudo acontecia com a permissão da mãe e que a mulher chegou a presenciar uma das sessões de estupro.

“Para maior espanto, a mãe sabia de tudo, era conivente. Ela teria presenciado um dos abusos e na ocasião, pediu que a criança esquecesse, que ela não contasse a ninguém. E a partir daquele momento o homem se viu autorizado a praticar os abusos até com a mulher em casa”, disse Joyce.

A delegada ressalta que a criança estava em estado de total desespero quando revelou os abusos e intitulou o pai de “monstro”. Ela relatou ainda que aguardava o retorno das aulas para contar tudo à professora e pedir ajuda. Mas com a pandemia, os estupros se tornaram ainda mais frequentes e ela já não suportava mais.

Assim que a denúncia foi apresentada, a menina foi retirada da casa e entregue provisoriamente aos avós paternos que denunciaram o caso. A policial afirma que a mãe será indiciada por omissão e deve responder por ser conivente com o crime. 

Os outros filhos do casal também devem ser ouvidos para que a Depca apure se eles também sofreram abusos.

Com informações do site: Portal Holanda