sábado, 29 de maio de 2021

Passageiro coloca fogo em avião da Gol durante voo no Brasil


 
Foto: Reprodução
Uma situação inusitada ocorreu ontem (27) durante o voo G3-1471, de Belo Horizonte (MG) a Guarulhos (SP), da Gol Linhas Aéreas: um passageiro – que não teve o nome divulgado – se trancou na banheiro do Boeing 737 MAX 8 para queimar papeis e foi “denunciado” pelo detector de fumaça da aeronave.

Para conter o incidente, a tripulação precisou abrir a porta por fora (e esse é um dos motivos pelos quais há travas externas nos banheiros de aviões) e imobilizou o infrator com a colaboração de outro viajante que se voluntariou. Já os pilotos informaram o controle de tráfego e solicitaram ajuda da equipe de solo.

“Nossa tripulação, treinada em técnicas de contenção não violenta, conseguiu deter o homem com a ajuda voluntária de um passageiro. A Polícia Federal e o Posto Médico do aeroporto foram acionados pelo comandante do voo e agiram prontamente logo após o pouso”, afirma a companhia aérea em nota.

O causador da ocorrência, recebido pela Polícia Federal e teve assistência médica, foi encaminhado para a delegacia – onde foi dado andamento do caso.
De acordo com o Aeroporto de Guarulhos, não houve nenhuma intercorrência no pouso e nenhuma das operações aéreas do dia foram afetadas pelo caso.

O Art. 261 do Código Penal (Lei 2848/40) prevê que “expor a perigo embarcação ou aeronave, própria ou alheia, ou praticar qualquer ato tendente a impedir ou dificultar navegação marítima, fluvial ou aérea” é punido com reclusão de até cinco anos – e, caso não haja a intenção, prevê até dois anos.

Com informações do site:  exame