sexta-feira, 21 de maio de 2021

Pastor é preso ao matar ex-mulher degolada por não aceitar fim de relacionamento


 
Foto: Reprodução
Um pastor de 47 anos foi preso na última quarta-feira (19), acusado de ter assassinado a ex-mulher, ao cortar a cabeça dela, em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro. A motivação teria sido o fato do suspeito não aceitar o fim do relacionamento com a vítima.

Testemunhas relatam que Humberto Gonçalves Trindade morava em São Paulo, mas veio ao Rio de Janeiro planejando matar Nadja Trindade, que também era pastora e mãe de seis filhos.

No dia do crime, a Polícia Militar afirma ter sido acionada para atender a uma denúncia de feminicídio na localidade.
Ao chegar na região, os agentes foram informados das características de Humberto e seguiram com as investigações. Ele foi encontrado na Estrada de Jacarepaguá, próximo ao espaço Laduma, onde tentava uma fuga.

O suspeito foi detido pela polícia e logo em seguida, confessou o crime, entregando a faca usada para degolar a ex-companheira. O objeto foi apreendido pela polícia.

A Delegacia de Homicídios da Capital segue investigando o caso. Segundo os agentes, o pastor já possuía uma ficha criminal por violência doméstica na Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) de Jacarepaguá.

Fonte: Metetrópoles