quinta-feira, 27 de maio de 2021

Repórter é surpreendido por tiroteio ao vivo nos EUA; assista


 
Foto: Reprodução
Um repórter norte-americano levou um susto, ao vivo, ao ser surpreendido por um tiroteio em Minneapolis, no centro-oeste dos Estados Unidos, nesta terça-feira (25/5). O jornalista da Associated Press GMS cobria  as homenagens a George Floyd, morto há um ano na cidade, quando os disparos tiveram início.

Nas imagens, é possível ver que Philip Crowther, inicialmente, ficou calmo, mas depois pediu licença e tentou se esconder para não ser atingido. A câmara continuou mostrando, ao vivo, toda a movimentação no local e as pessoas tentando se abrigar.


De acordo com a polícia, o suspeito dos disparos fugiu em um carro em alta velocidade. Uma pessoa ficou ferida, foi encaminhada ao hospital e passa bem. Não há provas de que os disparos tenham relação com George Floyd.

George Floyd
Durante abordagem policial, em 25 de março de 2020, o policial Derek Chauvin ficou ajoelhado sobre o pescoço de Floyd por nove minutos. As imagens feitas por testemunhas rodaram o mundo reproduzindo os apelos da vítima de “I can’t breathe (eu não consigo respirar)” para um oficial que o ignorou até o momento de sua morte. O assassino foi condenado em abril de 2021 e pena será anunciada pelo juiz em 16 de junho. A frase virou bandeira e grito de protesto, motivando, inclusive, a produção de filmes e músicas para eternizar o momento como cobrança por igualdade racial.

Durante as homenagens, realizadas nesta semana, os manifestantes se reuniram para ajoelhar, pelos mesmos 9 minutos que encerraram a vida Floyd, no exato local de seu assassinato.

Com informações do site: Times Brasília