quarta-feira, 9 de junho de 2021

Mãe é presa em escola após tentar se passar pela filha adolescente de 13 anos


 

Foto: Reprodução
A história de uma jovem identificada como Kristina Ozturk, de 23 anos, se tornou viral nas redes sociais após ela relatar que é mãe de 20 filhos. Kristina é casada com o empresário Galip, de 57 anos. Segundo o casal, eles gastam mais de R$ 477 mil por ano só com babás para cuidar das crianças.

Kristina mora em Batumi, na Geórgia, e relatou que pretende aumentar sua família futuramente até chegar aos 100 filhos. Segundo ela, conheceu seu esposo durante sua primeira viagem ao exterior.
A jovem é mãe de Victoria, de seis anos. Porém, o primeiro filho do casal através de uma barriga de aluguel foi Mustafa que nasceu em março do ano passado. Em uma entrevista para o site The Sun, a jovem disse ser seu sonho desde infância ter uma família grande e de seu esposo também.

Apesar de contratar barrigas de aluguel para aumentar sua família rapidamente, Kristina disse que não descarta ter mais filhos naturalmente no futuro. “Estou planejando ficar grávida novamente, mas não agora, por enquanto preciso estar perto dos meus bebês. É difícil ser mãe de 21 crianças quando você está grávida”, disse a jovem.

A jovem relatou que eles pagaram mais de R$ 54 mil para cada barriga de aluguel e para cuidar das 20 crianças eles contrataram 16 babás em tempo integral, cada babá ganha mais de R$ 2.400 por mês.

A família mora em uma mansão de três andares e planejam se mudar para uma casa maior quando seus filhos tiveram grandes. Kristina disse que seu filho favorito é seu esposo. “Meu filho favorito é meu marido – às vezes ele é como mais um filho. Todos os nossos filhos são os melhores filhos do mundo, eu os amo igualmente”, finalizou a jovem. 

A mãe queria ver o quão longe conseguiria ir sem que ninguém notasse. Com o auxílio de uma máscara cirúrgica, ela conseguiu ficar na escola quase um dia inteiro sem que alguém notasse. No vídeo registrado pela americana, ela aparece andando normalmente pelas instalações da escola, assiste palestras e até consegue comer no refeitório do local, provando que não foi notada nem quando tirou a máscara para poder comer.

Assim como nos filmes, a mulher acabou sendo desmascarada em um determinado momento e foi levada ao escritório do diretor da instituição que não se importou com o objetivo dela e acionou a polícia. A falsa adolescente acabou sendo presa e processada por falsificação de registros e invasão de propriedade. Contudo, o caso serviu de alerta a escola que se comprometeu em rever as medidas de segurança do local.

Com informações do site: i7news