sexta-feira, 25 de junho de 2021

Mulher dá à luz dentro de viatura do esposo, que é policial; marido PM ajudou no parto do filho


 
Foto: Reprodução
Um policial militar de Pernambuco teve uma surpresa na noite dessa terça-feira (22). Enquanto trabalhava, o soldado Wilson Silva recebeu uma ligação da esposa, Bárbara, que estava grávida, informando que havia entrado em trabalho de parto. O que ele não poderia imaginar é que seu primeiro filho nasceria pouco depois ali mesmo na viatura em que ele trabalha.

Ao receber a ligação, Wilson foi buscar a esposa para levá-la até a maternidade. No entanto, o pequeno Davi Miguel foi mais rápido. Quando a viatura passava pelas proximidades do Aeroporto do Recife, o PM viu que não daria tempo de chegar à unidade de saúde. 

“Quando vi a cabecinha do bebê saindo vi que tinha que fazer alguma coisa ali mesmo. Aí, você encontra forças e faz mesmo”, disse o soldado, em comunicado enviado pela assessoria de imprensa da PM de Pernambuco.
 

“Já com o filho nos braços, Wilson primeiro seguiu para a UPA da Imbiribeira. “Queria ouvir de algum médico que estava tudo bem”, explicou. Somente depois de uma avaliação positiva na UPA, foi providenciada uma ambulância para transferir Bárbara e Davi Miguel para uma unidade hospitalar na Boa Vista, onde mãe, filho e o orgulhoso pai puderam finalmente relaxar e comemorar a chegada com toda alegria”, explicou a PM na nota. 

Veja nota na íntegra:

“Que a vida de um policial militar é cheia de surpresas, não é novidade alguma. Mas o serviço da noite desta terça-feira (22/06) vai ser literalmente inesquecível para o soldado Wilson Silva, do 6º BPM.  Ele acabou realizando um parto dentro da própria viatura, mas não um parto qualquer. Foi o parto de seu primeiro filho, Davi Miguel.

“Tínhamos concluído uma ocorrência quando o celular tocou”, conta Wilson, lembrando a ligação da esposa, Bárbara, avisando que estava entrando em trabalho de parto. De imediato, ele seguiu para leva-la para a maternidade mas, às 23h27, quando estavam nas imediações do aeroporto, viu que não haveria tempo para chegar em canto algum: “Quando vi a cabecinha do bebê saindo vi que tinha que fazer alguma coisa ali mesmo. Aí, você encontra forças e faz mesmo”, contou o soldado.

Já com o filho nos braços, Wilson primeiro seguiu para a UPA da Imbiribeira. “Queria ouvir de algum médico que estava tudo bem”, explicou. Somente depois de uma avaliação positiva na UPA, foi providenciada uma ambulância para transferir Bárbara e Davi Miguel para uma unidade hospitalar na Boa Vista, onde mãe, filho e o orgulhoso pai puderam finalmente relaxar e comemorar a chegada com toda alegria”.


Com informações do site: Radiojornalne10uol