segunda-feira, 19 de julho de 2021

Apartamento de onde modelo brasileira caiu no Chile passou por limpeza pouco depois da morte, afirma advogado


 
(Foto: Reprodução/Redes Socias)
A modelo brasileira Nayara Vit morreu no início do mês no Chile. Ela caiu do 12º andar de um edifício de um bairro nobre da capital chilena, Santiago. No Brasil, a família da modelo quer respostas.

Na noite de quarta-feira (7), Nayara caiu do prédio onde morava seu namorado, o empresário Rodrigo Del Valle Mijac, com quem vivia depois de ter se divorciado do marido.

No momento da queda, a modelo estava com Rodrigo. A família só soube da morte pelo ex-marido de Nayara, pai de sua filha. Assim que souberam da queda, tentaram contato com o namorado. "Ele não falou nada. Meu pai ligava para ele, ele não falava nada, não atendia, lia a mensagem e não respondia", afirmou Gabriel Vit, irmão da modelo.

As investigações sobre o caso, que inicialmente trabalhavam com a hipótese de suicídio, correm em sigilo.

Dois dias depois da morte de Nayara, a família contratou o advogado Cristian Cáceres, no Chile, para acompanhar o processo. Ele começou, então, sua própria investigação sobre o que teria acontecido.

"Primeiro, a gente tomou conhecimento que a Nayara não tinha nenhuma psicopatologia. Ela não apresentava ideias suicidas. Também tomamos conhecimento que naquela mesma noite ela, muito feliz e animada, jantou com os amigos em um restaurante aqui em Santiago, provavelmente às 20h", afirmou Cáceres.

Ainda segundo o advogado, testemunhas disseram que o apartamento de onde Nayara caiu teria passado por uma limpeza minutos após sua morte.