sexta-feira, 16 de julho de 2021

Atitude de DJ Ivis durante depoimento na polícia por agressões causa impacto


 
(Foto: Reprodução/Record TV)
Cantor, compositor e produtor musical, DJ Ivis foi preso na última quarta-feira (14) em função das agressões cometidas por ele contra a ex-mulher, Pamella Holanda, reveladas em vídeos que viralizaram nas redes sociais. O artista foi detido em sua residência em Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza, no Ceará.

De acordo com informações da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), o cantor ficou calado durante o primeiro interrogatório feito. Ele segue detido preventivamente. 

“Ele foi preso ontem. No interrogatório não quis falar. Nós expedimos a guia de corpo delito e ele foi encaminhado para Delegacia de Capturas”, disse Tharsio Facó, titular da Delegacia Metropolitana do Eusébio, no Ceará.

Segundo Sandro Caron, titular da SSPDS, o inquérito com as investigações do caso tem previsão de ser concluído em até 10 dias. O artista está dividindo uma cela com outros presos na Delegacia de Capturas e Polinter (Decap) na capital cearense.  

Vigilância

Para garantir a ordem pública, a Polícia Civil de Fortaleza montou uma operação para executar a prisão do artista. Diante da possibilidade de fuga e repercussão nacional do caso, os agentes policiais vinham monitorando os passos de Ivis nas últimas horas que antecederam a detenção.

Consequências

Desde o último final de semana, quando o caso das agressões eclodiu em função da divulgação dos vídeos nas redes sociais, DJ Ivis passou a lidar com diversos protestos de internautas e celebridades. O artista teve o seu contrato com a produtora liderada por Xand Avião encerrado, além disso, viu suas músicas serem excluídas das playlists nas principais plataformas de streaming, como Spotify e Deezer. 

Com informações do site: RECORD TV