domingo, 18 de julho de 2021

Cigano é baleado, o mesmo é suspeito das mortes dos policiais


 
Foto: Reprodução

Mais um suspeito de participação no duplo homicídio contra policias militares na zona rural de Vitória da Conquista foi  baleado, segundo informou a imprensa local. Diferentemente dos outros três que foram mortos em confronto com a PM, este último foi baleado por um homem que chegou usando blusão preto e capacete e fez vários disparos dentro de uma farmácia em Conquista no início da noite de quarta-feira, 14. O indivíduo foi socorrido pelo SAMU.

Imagem de câmera de segurança mostra um homem de blusão e capacete entrando correndo dentro da farmácia e os desespero dos clientes e retorna com uma arma em punho.

A Polícia Militar divulgou um balanço sobre a operação de buscas dos autores dos assassinatos.

Segundo a polícia, há pontos de bloqueio na zona rural de Conquista e em toda a região Sudoeste. A operação conta com cães farejadores, helicópteros do GRAER, drones e outras forças de segurança.

“Contamos com o apoio da população! Qualquer informação sobre os criminosos entre em contato com o nosso Centro Integrado de Comunicações, via 190, e denuncie. Anonimato garantido!”, diz a PM em nota.

No site da Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia – SSP/BA informa que um cigano suspeito de participar da morte do tenente e do soldado da Polícia Militar, Luciano Libarino Neves, 34 anos, e Robson Brito de Matos, 30, respectivamente, foi preso em flagrante, no mesmo dia do duplo homicídio, após dar entrada no Hospital de Base de Vitória da Conquista. Outros três homens, que seriam da mesma família do homem preso, entraram em confronto com a polícia e morreram são investigados de participação no caso.

Assim que o crime aconteceu, buscas foram iniciadas por equipes da PM e da Polícia Civil, em toda a região. A partir do levantamento de investigações, denúncias, policiais da 92ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Ronda Rural/Vitória da Conquista) chegaram no acampamento cigano e conduziram outros cinco integrantes da família que vivem no local para o Distrito Integrado de Segurança Pública (Disep) para prestarem depoimento.

Desde o inicio foi divulgado o envolvimento de seis homens no duplo homicídio, mas a PM informou que o grupo tinha 10 criminosos.

Com informações do site: Calila Noticias.