sábado, 10 de julho de 2021

Cinco mortos em atentado contra chefe da polícia da capital Somali


 
Foto: Reprodução

Pelo menos cinco pessoas foram mortas neste sábado (10) em Mogadíscio na explosão de um carro-bomba, num ataque que visava um chefe da polícia somali, informou a polícia.

O atentado, que tinha como alvo o chefe de polícia da região de Benadir, que inclui a capital somali, foi reivindicado pelo movimento extremista islâmico Shebab, ligado à Al-Qaeda, que luta contra o regime somali há mais de quinze anos.

O comissário Fahran Mohamud escapou ileso, mas cinco pessoas morreram e nove ficaram feridas", disse Sadiiq Dudish, porta-voz da polícia somali. O suicida do carro-bomba tinha como alvo o comboio do comissário Farhan Mohamud em um movimentado cruzamento na capital da Somália.

O suicida do carro-bomba tinha como alvo o comboio do comissário Farhan Mohamud em um movimentado cruzamento na capital da Somália. "O objetivo dos terroristas era chegar até o comandante da polícia e outros oficiais que estavam com ele", garantiu o porta-voz.

Em nota, os shebabs assumiram a responsabilidade pelo ataque e afirmaram ter matado "um grande número" de guardas do chefe de polícia e destruído vários veículos.

"A explosão causou enormes danos e muitas vítimas, civis e policiais", disse uma testemunha, Mire Adan, acrescentando que havia contado pelo menos seis corpos de vítimas.

"Todo o cruzamento estava cheio de fumaça e vi vários cadáveres, todos civis", disse Osman Adan, outra testemunha. Os shebabs realizam regularmente ataques contra alvos do governo e civis em Mogadíscio.

Eles chegaram a controlar a capital da Somália antes de serem expulsos em 2011 pelas tropas da Amisom, a força da União Africana (UA), mas ainda controlam áreas rurais significativas no país.

Com informações do site: AFP.