segunda-feira, 12 de julho de 2021

Discussão entre irmãos termina em tragédia


 
Foto: Reprodução
Veruska Portella Balota da Silva, de 47 anos, foi encontrada morta na madrugada do sábado (10), no Bairro Santa Rita, em Três Lagoas. A análise pericial identificou afundamento na parte traseira do crânio. O autor do crime seria o irmão mais novo, de 36 anos, que havia saído da prisão há poucos dias e tem contra ele um pedido de internação compulsória em trâmite judicial.

De acordo o boletim de ocorrência, uma vizinha próxima ao local do crime, teria visto o corpo da vítima por volta das 4h e acionado a Polícia Militar. Durante abordagem policial, ela relatou ter escutado uma discussão durante a noite entre o irmão de 36 anos da vítima e a mesma.

Ela relatou também que as brigas na casa eram comuns e que ali moravam o homem e a mãe acamada dos dois. A vítima morava próximo.

Outros vizinhos relataram que o autor é usuário de drogas e recebe atendimento pelo CAPES, porém não foi encontrado nenhum documento relacionado a doença mental ou resquício de drogas.

A equipe encontrou o irmão mais novo de Veruska, dentro casa, deitado na cama ao lado da mãe. Ele foi acordado e recebeu voz de prisão. Já na delegacia, ele não contou o ocorrido nem tinha interesse em contar os fatos, permanecendo em silêncio.

A análise da pericia confirmou que a vítima estava com um extenso edema na parte traseira do crânio, sem sangramento e apresentava sinais de guaxinim nos olhos. Após buscas na residência, não foram encontrados objetos que pudessem ter sido utilizados para atingir a vítima.

Por conta da situação da mãe, assistência social que já acompanhava o caso familiar foi acionada.

O caso foi registrado com Feminicídio na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário de Três Lagoas.

Com informações do site: JD1