domingo, 4 de julho de 2021

Ex-Globo foi acusado de assédio por colegas mais de uma vez, mas emissora não agiu


 
Foto: Reprodução
Rio - A saída de Carlos Cereto do Grupo Globo está cada vez mais polêmica. Após a revelação de que o comentarista é pivô de um processo na Justiça do Trabalho por assédio sexual, o portal "Notícias da TV" publicou que o jornalista já havia sofrido esse tipo de denúncia por parte de colegas de emissora em pelo menos outras duas oportunidades.

De acordo com o veículo, as histórias já são conhecidas nos corredores do canal. Uma delas, inclusive, envolve um grande nome do Esporte da Globo, que se irritou com Cereto e não fala mais com ele. Os casos são parecidos e relatam comentários constrangedores do jornalista em relação às colegas mulheres.
 

Apesar das denúncias, a TV Globo não tomou providências. Uma das vítimas, inclusive, se revoltou com o fato de ele ter ganho um programa logo após o ocorrido e se mudado para o Rio, em uma espécie de "promoção". O "Acabou a brincadeira" ficou apenas um ano no ar.

Carlos Cereto deixou a TV Globo na última quinta-feira. O jornalista estava na emissora há 20 anos.


Com informações do site: meiahora