quarta-feira, 21 de julho de 2021

Homem é preso suspeito de espancar e matar enteada; mãe é investigada


 
(Foto: Reprodução)
A Polícia Civil investiga a morte brutal de uma menina de 1 ano e sete meses em Taboão da Serra, na região sudoeste da Grande São Paulo. O padrasto da menina Lorena Sales Lisboa é suspeito de espancar até a morte a enteada. Agora, a polícia apura se a mãe da menina participou do crime. O crime foi registrado na última sexta-feira (9) e as informações foram divulgadas pelo “SBT”.

O padrasto é o principal suspeito pelas agressões. Ele acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) porque a criança teria se engasgado com leite. Porém ao chegar no local, o médico constatou várias lesões pelo corpo da criança. O laudo médico revelou que, além das lesões, Lorena apresentava traumatismo craniano, costela fraturada e órgãos internos perfurados.

A mãe da menina, de 18 anos, contou que saiu para trabalhar e deixou a filha com o namorado. Uma hora depois soube da morte da bebê. Por causa da frieza dela falar sobre o crime despertou nos policiais a suspeita de que ela teria participação no crime.

Familiares e vizinhos relataram aos policiais que a criança já teria sido agredida pela mãe. O pai da Lorena, também afirmou que havia percebido ferimentos no corpo da bebê, mas que não acreditava que a filha era espancada pela própria mãe.

O padrasto teve a prisão preventiva decretada. A mãe prestou depoimento e foi liberada, porque na hora do crime ela não estava em casa. O caso foi registrado no 37º DP do Campo Limpo (SP) e segue em investigação.

Com informações do site: SBT