domingo, 18 de julho de 2021

Homem trans é golpeado com facão no rosto e na mão pelo padrasto


 
Foto: Reprodução

Mais um caso de transfobia é registrado em Aracaju. Um homem trans, chamado Luan, 27 anos, foi agredido e golpeado com facão no rosto e na mão pelo próprio padrasto. Segundo ele, o fato aconteceu no dia 3 de julho deste ano.

“Fui golpeado pelo meu padrasto, no rosto e na mão com um facão. Corri ensanguentado, sem saber pra onde ir, querendo socorro. Fui hospitalizado, peguei vários pontos no rosto e na mão. Não consigo mexer dois dedos da mão. Parece um pesadelo”, informou ele em suas redes sociais, divulgando imagens após a agressão.

Luan relatou ainda que já vinha sofrendo ameaças do padrasto. “Por muitos anos morei com minha família e o monstro do meu padrasto. Tantas vezes eu avisei e ninguém me ouvia. Ele me ameaça de todas as formas, me espiava tomar banho, mas ninguém me ouvia quando eu falava”, relatou.

“Sempre fui considerada a mais ‘errada’ da família, por ser trans e por não ser da igreja como todos da minha casa supostamente são. O fato de ser homem trans pesava muito no clima dentro de casa. Perdi as contas de quantas vezes tive que sair de casa… morei de favor, fome, frio, medo, tantas coisas ruins já me aconteceram, que eu passaria horas contando”, desabafou ele.

Ele ainda informou que o homem se encontra preso, mas que teme pela saída dele da prisão. “Tenho medo do que pode acontecer depois. O Brasil é o país que mais mata LGBTQIA+ do mundo e por pouco eu não seria mais uma vítima da homofobia”.

Ajuda financeira
Luan está fazendo uma vakinha online para ajudar nas suas consultas e medicamentos e “para recomeçar a vida”. Seu PIX é 07360375517 (Daniel Santos – Banco Inter).

Com informações do site: Ajunews.