quarta-feira, 7 de julho de 2021

Milhares de pessoas se reúnem para ver vaca anã de 51 centímetros


 
Foto: Reprodução

Milhares de pessoas ignoraram o confinamento nacional pelo coronavírus em Bangladesh para ver Rani, uma vaca de 51 centímetros de altura, que seria, segundo seus donos, a menor do mundo.
 
A vaca anã, de 23 meses, se tornou uma estrela no país e dezenas de jornais e canais de televisão voltaram sua atenção para ela. As fotos de Rani nas redes sociais provocaram um frenesi turístico.

Apesar da suspensão do transporte público em todo o país pelo recorde de infecções e mortes por coronavírus, as pessoas compareciam em ‘rickshaws’ à cidade de Charigram, 30 km ao sudoeste de Daca.

Rani mede 66 centímetros de comprimento e pesa apenas 26 quilos. Seus proprietários afirmam que ela é 10 centímetros mais baixa do que a menor vaca presente no livro Guinness dos recordes.


M.A. Hasan Howlader, gerente da fazenda Shikor Agro, usa um metro para provar aos visitantes que Rani é menor que Manikyam, uma vaca do estado indiano de Kerala, que atualmente ostenta o recorde mundial e que media 61 centímetros de altura em 2014, segundo a organização dos recordes mundiais Guinness.

“As pessoas vêm de muito longe, apesar do confinamento”, comentou Howlader à AFP, acrescentando que a organização dos recordes mundiais Guinness prometeu uma decisão em três meses.
“Mais de 15.000 pessoas vieram ver Rani só nos últimos três dias”, afirmou.

Rani pertence a uma espécie cuja carne é muito apreciada em Bangladesh. As outras vacas da fazenda são o dobro de seu tamanho.

Segundo Sajedul Islam, veterinário do governo para a região, a altura de Rani é consequência da endogamia e é pouco provável que cresça

Com informações do site:  IstoÉ