sábado, 3 de julho de 2021

Mulher é suspeita de matar companheiro a tiros, ser abusada pelo homem


 
Foto Ilustrativa: Reprodução Internet
A Polícia Militar de Minas Gerais está à procura de Rosimeire Viana Gonçalves de Moura de 33 anos, suspeita de matar o companheiro Rafael França de Moura Gonçalves de 30 anos com quatro tiros, na madrugada desta quinta-feira (1°), no bairro Novo Progresso, em Contagem, Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Apesar de ainda não ter sido presa, a reportagem da Itatiaia conseguiu conversar com a mulher. Após o crime, Rosimeire fugiu, procurou o advogado criminalista Fabiano Lopes e assumiu ter matado Rafael.

A mulher que ainda não foi presa falou com exclusividade à Itatiaia e alegou legítima defesa. Ela afirmou que atirou no companheiro após ser obrigada a manter relações com ele e também, por ele ter agredido o filho do casal de apenas um ano.

“Ele me bateu. Sempre foi um homem muito abusivo e depois que ele começou a usar muita droga ele ficou muito pior. Sempre batia em mim e sempre batia no meu filho. Pedi a separação e ele simplesmente não aceitava, ele me ameaçava, falava que se eu saísse de casa ele ia atrás de mim até no inferno. Que ia matar minha família, só que eu pensei mais no meu filho quando eu fiz isso” contou à nossa reportagem.

A mãe de Rafael, que também se chama Rosimeire, conversou com a nossa reportagem. Ela defendeu o filho e pediu por justiça. “Ele saiu de um relacionamento e ficou com ela. Foi tudo rápido casou e teve filho, uma criança de um ano e dois meses. Eu quero é justiça, entendeu? Então está na mão, os policiais estão olhando. Foi planejado. Eu quero saber toda a verdade” desabafou.

De acordo com a defesa de Rosimeire, ela irá se apresentar a polícia nos próximos dias.

Com informações do site: Itatiaia