quarta-feira, 7 de julho de 2021

Pastor é acusado de aplicar golpe de R$ 2,5 milhões em fiel na Grande SP


 
Foto: Reprodução
O pastor Lucas Ferreira da Silva, da Igreja Batista, é acusado por uma fiel de Franco da Rocha de ter aplicado um golpe que chegou a R$ 2,5 milhões de doações que ela realizou acreditando estar fazendo caridade. As informações são do colunista Rogério Gentile, do UOL.

S.M.S., como é identificada a bancária aposentada de 54 anos, de Franco da Rocha, na Grande São Paulo, soube em 2011 por emissários do pastor que a igreja tinha planos para construir uma creche para prestar apoio a mães carentes. Rica e muito religiosa, ela começou a fazer doações para a suposta obra, inicialmente com R$ 70 mil e R$ 63 mil.

Com as doações, ela acabou se tornando amiga do pastor e contribuindo cada vez mais para os supostos projetos de filantropia da igreja, no entanto, em 2014, começou a desconfiar do destino do dinheiro, mas a essa momento já havia transferido cerca de R$ 2,5 milhões para uma empresa criada por Ferreira da Silva que, supostamente, tinha o objetivo de gerenciar as obras sociais.

Segundo a reportagem, o pastor foi denunciado pelo Ministério Público por estelionato e deve ser julgado nas próximas semanas pelo Tribunal de Justiça de São Paulo.

Em maio do ano passado ele foi condenado em primeira instância a uma pena de seis anos, nove meses e 20 dias de prisão em regime fechado. O TJ agora deve analisar um recurso do pastor, que aguarda o novo julgamento em liberdade.



Com informações do site: istoe