quarta-feira, 21 de julho de 2021

Polícia prende Léo GTA, apontado pela polícia como líder da maior quadrilha de roubo de cargas


 
(Foto: Reprodução)
RIO - Apontado pela polícia como líder da maior quadrilha de roubo de cargas do estado, e um dos foragidos mais procurados do Rio, Leonardo Santos Costa Falcão, o Léo GTA, foi preso na madrugada deste sábado, por agentes da delegacia de Bonsucesso (21ªDP) em um motel, em Xerém. Suspeito de um assalto no Centro de Distribuição do Grupo Pão de Açúcar, em Duque de Caxias, no ano passado, ele possui 32 anotações criminais e cinco mandados de prisão pendentes.

Foragido há mais de dois anos, Léo GTA estaria escondido no motel, na Rodovia Washington Luís, após fugir do Parque União, no Complexo da Maré, durante a operação feita pela Polícia Militar no local, nesta sexta. Com ele, agentes encontraram uma pistola com numeração raspada e uma moto clonada. A prisão contou com apoio da Polícia Rodoviária Federal.

O assalto da carga do Pão de Açucar aconteceu em junho do ano passado e terminou com um vigilante morto e outro baleado. Em agosto de 2020, a Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) indiciou a sete pessoas pelo crime, entre elas dois chefes do tráfico na favela Nova Holanda, no Complexo da Maré. Os outros foram Iago Matos da Silva, Luciano Rodrigues de Almeida, Mateus Marques da Silva e João Pereira de Araújo Júnior.

Carga de R$15 milhões

A investigação apontou que o crime foi praticado pela quadrilha especializada em realizar roubos milionários a centros de distribuição de cargas. No assalto, o depósito foi invadido por cerca de 30 criminosos e a carga roubada, de aparelhos eletrônicos, foi avaliada em cerca de R$ 15 milhões e transportada em dois caminhões.

Léo GTA ainda é suspeito de outro crime, em outubro do ano passado, quando um menino de 12 anos morreu e uma mulher foi baleada, na Avenida Brasil, na altura de Bonsucesso, durante uma perseguição enquanto ele fugia para a comunidade da Maré.

Com informações do site: EXTRA/O GLOBO