terça-feira, 20 de julho de 2021

Professora grávida retorna às aulas e morre de Covid no dia seguinte; ela deixa marido e filho de 5 anos


 
(Foto: Reprodução)
Juliana Daletezze dos Reis, de 30 anos, estava grávida de cinco meses. Na sexta-feira (16), ela voltou a dar aulas presenciais. No período de pandemia, escolas de todo o Brasil fecharam suas portas e passaram a dar aulas online.

Foi assim na escola localizada em Paranatinga, cidade localizada a 336 quilômetros de Cuiabá, no Mato Grosso.

Durante a aula, Juliana chegou a mandar mensagens para alguns parentes dizendo que não estava se sentindo bem. Cansada, ela revelou que procuraria um hospital após sair do trabalho para ver se estava tudo bem. No fim da sexta-feira, a professora passou mal.

Juliana foi levado à unidade de pronto atendimento (UPA). Teste para Covid-19 realizado no local deu positivo.

A professora precisou ser intubada imediatamente pois já havia comprometimento sério em seus pulmões. No sábado, a mulher grávida precisou ser transferida para a Santa Casa de Misericórdia de Rondonópolis. Juliana não resistiu e morreu.

Covid tirou vida da professora

A principal suspeita é de que Juliana tenha se contaminado havia alguns dias e não sabia. O quadro se agravou, mas mesmo assim ela ainda conseguiu ir dar aulas na sexta-feira, dia antes do falecimento que deixou familiares e amigos abalados.

A professora de 30 anos ainda não havia se vacinado contra a Covid-19 porque aguardava avaliação do médico que acompanhava sua gravidez.

Juliana deixa marido, filho de cinco anos e saudades em muitas pessoas que conviveram com ela nestes 30 anos de vida.

A professora é mais uma das mais de 500 mil vítimas da doença causada pelo coronavírus no Brasil.

Com informações do site: I7NEWS