segunda-feira, 19 de julho de 2021

Tragédia no Sul: Pai de influencer também morreu em acidente de moto com a filha


 
Foto: Reprodução

A influenciadora digital Júlia Hennessy Cayuela, de 22 anos, não foi a primeira vítima de uma batida com motocicleta em sua família. Quando tinha 3 anos, a estudante de Belo Horizonte também perdeu o pai biológico em um acidente de moto.

O episódio foi relembrado por Júlia durante palestra dada por ela em uma igreja em outubro de 2020. A gravação foi compartilhada em suas redes sociais, na época.

"Aos três anos de idade meu pai faleceu em um acidente de moto. Eu era muito agarrada ao meu pai, então já comecei a vida tendo uma perda muito grande", relatou durante o evento.



Em uma homenagem feita no Dia dos Pais, a influenciadora também já compartilhou com os seguidores o trauma da infância e a relação de paternidade que desenvolveu com o avô e com o padrastro, o pastor Jerônimo da Silveira, da Igreja do Evangelho Quadrangular Templo dos Anjos, que passou a considerar como pai.

"Por toda minha vida nunca demonstrarei o quanto essa data era um misto de sentimentos para mim", escreveu ao contar a história da família.
Júlia morreu em acidente de moto durante viagem

Acidente

Em uma homenagem feita no Dia dos Pais, a influenciadora também já compartilhou com os seguidores o trauma da infância e a relação de paternidade que desenvolveu com o avô e com o padrastro, o pastor Jerônimo da Silveira, da Igreja do Evangelho Quadrangular Templo dos Anjos, que passou a considerar como pai.

"Por toda minha vida nunca demonstrarei o quanto essa data era um misto de sentimentos para mim", escreveu ao contar a história da família.



Acidente

Na última quinta-feira (15), Júlia viaja com o marido, Daniel Cayuela, por cidades do Sul do país quando a motocicleta em que eles estavam bateu em um caminhão na BR-277, em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. A PRF (Polícia Rodoviária Federal) suspeita que a carreta atravessava a via no momento.

A jovem morreu após ser socorrida em um hospital da capital paranaense. O marido segue internado na mesma unidade de saúde. O corpo de Júlia vai ser sepultado no fim da tarde deste sábado (17), em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, em cerimônia fechada para a família.

O casal, que morava na capital mineira, tinha como hobby os passeios de moto. Em um perfil na internet, os dois postavam os roteiros, as paisagens visitadas e experiências das viagens.

Além das cidades do interior de Minas Gerais, a dupla costumava ir a outros Estados, como Bahia, Rio de Janeiro e Espírito Santo - sempre sobre duas rodas. Desta vez, o objetivo era passar por São Paulo, Paraná e Santa Catarina, mas o casal bateu no caminhão ainda na rota de ida. Vídeos gravados por eles mostram os últimos momentos da viagem, enquanto ainda desciam as serras da região.

Júlia cursava biomedicina e tinha mais de 271 mil seguidores em uma rede social onde publicava conteúdos sobre beleza, estética e moda. Ela e Daniel foram casados por quatro anos.

Com informações do site:  R7