sexta-feira, 16 de julho de 2021

Vizinhos precisaram quebrar cadeado para salvar crianças após explosão de celular


 
Foto: Reprodução
O caso das crianças de Pão de Açúcar que sofreram queimaduras após a explosão de um celular tem dado o que falar. Segundo moradores, as crianças estariam sozinhas em casa no momento do acidente, que foi registrado no Povoado Santiago, zona rural da cidade sertaneja.

 Entretanto a informação foi contestada por uma vizinha, que informou que a vó materna das crianças estaria dentro do imóvel e teria passado mal após a explosão.

De acordo com as informações divulgadas pela imprensa local, a menina de 10 anos foi dormir e colocou o celular para recarregar em uma tomada que fica ao lado de sua cama, mas continuou com os fones de ouvido.

Momentos após o aparelho explodiu e as chamas atingiram o colchão em que a menina dormia. O fogo também acabou atingindo o irmão da garotinha, de apenas 2 anos, que também estava no local.

As chamas se espalharam rapidamente e os gritos das crianças chamaram a atenção de vizinhos, que saíram de suas casas para prestar socorro.

Moradores relataram que precisaram quebrar um cadeado para poder entrar no imóvel e resgatar as crianças, que estavam sozinhas.

Elas foram encaminhadas até a Unidade Mista de Saúde Dr. Djalma Gonçalves dos Anjos, em Pão de Açúcar, onde receberam os primeiros atendimentos. Em seguida, foram encaminhadas para o Hospital Regional Dr. Clodolfo Rodrigues de Melo, em Santana do Ipanema.

Em seguida, as crianças foram transferidas para o Hospital de Emergência do Agreste, em Arapiraca. Segundo a assessoria da unidade hospitalar, a menina de 10 anos precisou passar por cirurgia e seu irmão, de 2 anos, seguia em observação.

No final da tarde desta quinta-feira (15), a assessoria do HEA informou que a menina precisaria ser transferida para o Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió.

Com informações do site: 7segundos