sábado, 7 de agosto de 2021

Após morte do filho, Walkyria Santos pede aprovação da lei Lucas Santos


 
(Foto: Reprodução)
Diante do luto e da dor provocada pela morte do filho, a cantora Walkyria Santos iniciou uma luta em combate aos comentários de ódio na internet. Nessa sexta-feira (6), a artista utilizou as redes sociais para pedir a ajuda do público para pressionar o governo brasileiro a sancionar a Lei Lucas Santos, proposta pelo deputado federal Julian Lemos (PSL-PB).

O projeto de lei visa punições aos chamados ‘haters’, pessoas que disseminam ódio e violência através de comentários postados em redes sociais. 

O projeto de lei de número 2699/2021 foi proposto pelo deputado Julian Lemos após Lucas Santos, de 16 anos, ter sido encontrado morto na terça-feira. O adolescente foi vítima de comentários ofensivos em um vídeo publicado no TikTok.

O projeto prevê a criminalização da prática dos 'haters' na internet, com pena de um a quatro anos de prisão, além de multa, para quem disseminar ódio ou publicar comentários discriminatórios de qualquer natureza, que causem danos à integridade psíquica da criança e do adolescente.

A proposta foi apresentada na última quinta (5), na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF). 

Já nessa sexta (6), Walkyria convocou os fãs e seguidores a somarem esforços para que o PL seja aprovado. Ela pediu que o público postasse fotos e hashtags pedindo pela aprovação da lei que leva o nome de seu filho.

“Eu e toda a minha família não vamos parar. Precisamos mudar, precisamos de leis, para que mais nenhuma vida seja perdida. A morte do meu filho não pode passar em branco. Comentem onde vocês puderem para que essa lei seja aprovada. Eu vou lutar até o fim”. 

O pai do jovem, o cantor conhecido como César Soanata, também publicou uma mensagem nas redes sociais e garantiu que "a morte do nosso filho não será em vão".

"As pessoas não podem simplesmente destilar o ódio, simplesmente destilar o preconceito. O preconceito não pode vencer. Ontem foi meu filho, eu espero que não seja nenhum dia o filho de vocês".

Com informações do site: PORTAL DA TROPICAL