quarta-feira, 25 de agosto de 2021

Chef arranca cabeça de cobra para preparar sopa e morre picado 20 minutos depois


 
Foto: Reprodução
A morte é um processo pelo qual todos passarão um dia, mas algumas mortes chamam mais a atenção do que outras. O falecimento de um chef de cozinha da China está repercutindo em todo o mundo. Peng Fan trabalhava na cidade de Foshan e costumava fazer diversas iguarias do país.

De acordo com o jornal britânico Daily Star, o chef de cozinha preparava sopa da cobra indochinesa cuspideira em Guangdong. A cobra é uma iguaria bastante presente na culinária presente e quem já comeu garante que o gosto é parecido com o frango. 

Tudo corria bem, era apenas mais um dia de trabalho normal para o experiente chef de cozinha. Peng Fan então cortou a cabeça da cobra e usou a carne presente no corpo do réptil para preparar o prato que era aguardado pelos clientes.

Depois da preparação, como bom chef de cozinha, Peng Fan começou a limpar a sua estação de trabalho. No momento em que pegou as sobras do animal para jogar no lixo, o pior aconteceu. A cabeça decepada da cobra picou Peng Fan. Vinte minutos haviam se passado, mas o reflexo da cobra ainda estava intacto.

Cobras e outros répteis podem ter estes movimentos até uma hora depois da morte. Após ser picado, Peng Fan teve asfixia e paralisia. Não houve tempo para prestar socorro. O homem morreu ali mesmo, em sua cozinha. Um cliente do restaurante conversou com o Daily Star e contou detalhes do ocorrido.

Este cliente comemorava o aniversário da esposa e disse que ouviu gritos vindos da cozinha. Um médico foi chamado, mas quando chegou o chef já estava morto. A história ocorrida em 2014 foi recontada por James Wills, repórter do Daily Star. O objetivo ao recontar a história que virou praticamente uma lenda urbana era mostrar que no Reino Unido, nas últimas sete décadas, ataques de abelhas e vespas mataram 60 vezes mais pessoas do que picada de cobras.

Com informações do site: i7News