segunda-feira, 30 de agosto de 2021

Em laudo, legista confirma que locutora morreu devido à vacina


 
Foto: Reprodução

Nesta quinta-feira (26), uma legista de Newcastle, na Inglaterra, divulgou o laudo da morte de uma locutura da rádio BBC e confirmou que Lisa Shaw, de 44 anos, faleceu devido a complicações ocasionadas pela vacina da AstraZeneca contra a Covid-19. A informação foi dada pela BBC News.

De acordo com o documento, Shaw desenvolveu uma trombose e trombocitopenia após tomar o imunizante, levando a um inchaço e sangramento do cérebro. No laudo, no entanto, a legista Karen Dilks apontou que o caso é muito raro.

A locutora foi imunizada coma primeira dose no dia 29 de abril. Após uma semana, ela passou a se queixar de fortes dores de cabeça. Com a piora em seu quadro de saúde, Lisa Shaw foi submetida a um tratamento para coágulos sanguíneos, mas não resistiu e acabou morrendo no dia 21 de maio.

Após o relatório, a chefe de segurança da Agência Reguladora de Medicamentos e Produtos de Saúde do Reino Unido (MHRA), disse que pretende reavaliar o laudo da legista. Alison Cave também reforçou a importância da vacinação.

Com informações do site: Pleno News