terça-feira, 3 de agosto de 2021

Homem aparece morto após identificar corpo da mulher grávida


 
Foto: Reprodução

e acordo com o Atlas da Violência 2020 para cada 100 mil habitantes, o índice de assassinatos de mulheres é de 7,7, vítimas da violência doméstica no Brasil. Com a pandemia e o isolamento social, essa realidade ficou ainda mais evidente, pois muitas mulheres se encontram presas em casa, sem poder sair, por ameaças de seus companheiros.

Nice Moraes, 30 anos,  estava desaparecida desde o dia 23 de julho. A mulher estava grávida de 4 meses e foi vista pela última vez na presença do companheiro. Dias depois, ela foi encontrada morta, na zona rural de Óbidos, no oeste do Pará.

O companheiro da grávida, também foi encontrado morto na manhã da última quarta-feira (28) no município. Após reconhecer o corpo da companheira, ele teria se matado com um tiro na região da cabeça.

Segundo familiares de Nilce Moraes, o homem fez o reconhecimento do corpo da companheira no Hospital 24h e chorou muito. Logo depois, ele teria ido para a zona rural onde a família da companheira possui uma propriedade. Lá, ele passou a noite e pela manhã teria disparado um tiro no queixo com uma espingarda da família.

Ainda de acordo com familiares, o companheiro de Nilce estava sendo investigado pela polícia por suspeita de envolvimento na morte da grávida. A polícia também investiga a participação de uma terceira pessoa, que seria uma mulher.

O caso

Nilce Moraes, deixou o companheiro na casa de um amigo e seguiu para o centro, onde compraria uma roupa. Desde então, ela não foi mais vista.

Na terça (27) caçadores passavam pela zona rural quando avistaram muito urubus e sentiram um odor muito forte. Ao se aproximarem, perceberam que se tratava do corpo de uma mulher, em avançado estado de decomposição.

Sepultamento

O corpo de Nilce foi reconhecido pelo companheiro na noite de terça (27) e sepultado na manhã desta quarta-feira (28). A polícia investiga o caso.

Com informações do site: DOL.