quarta-feira, 4 de agosto de 2021

Homem que confessou estuprar, matar e beber o sangue de 14 crianças, será solto pela justiça


 
Foto: Reprodução

O homem que ficou conhecido no Brasil como o “Vampiro de Niterói”, por estuprar, matar e beber o sangue de 14 garotos, voltará às ruas em dezembro deste ano, conforme jurisprudência do Supremo Tribunal Federal.

Marcelo Costa de Andrade, que cumpre pena em manicômios judiciários desde 1993, foi preso depois de uma série de assassinatos que ocorreram no Rio de Janeiro e que duraram 8 meses, tempo suficiente para que ele fizesse várias vitimas, sendo a maioria meninos de rua, ou que trabalhavam vendendo balas no Centro da cidade.

Ele cometeu seu primeiro crime no ano de 1991. Conforme o próprio contou a polícia, quando voltava do trabalho, notou um garoto que estava vendendo doces no sinal. Ele convenceu Anderson Gomes Goulart, 11 anos, a ir para um matagal com ele para acender velas a São Jorge.

Ao chegar no local, Marcelo tentou fazer com o menino, mas ele não quis. O homem então atingiu o garoto com pedradas na cabeça e o estuprou. Segundo o seu próprio depoimento, enquanto estuprava a criança, ele bebeu seu sangue e depois quebrou seu pescoço.

“[…] Não reparei se ele estava vivo ou morto quando o estuprei. Não consegui me satisfazer. Apertei sua garganta mais uma vez para garantir que a alma dele fosse para o céu”, disse Marcelo em depoimento.

As vítimas eram sempre crianças. E embora tenha confessado 13 das 14 mortes que a polícia atribui a ele, acredita-se que Marcelo possa ter feito outras vítimas fora do estado.

Ele vive no hospital prisional para pacientes psiquiátricos Henrique Roxo, desde sua prisão em 1993, e deve ser solto em 17 de dezembro de 2021.

Com informações do site: BR 104