sábado, 7 de agosto de 2021

Idoso que recebeu nota de R$ 420 como pagamento de empréstimo e ainda devolveu R$ 320 de troco vai ter prejuízo ressarcido


 
(Foto: POLICIA MILITAR)
O idoso, de 75 anos, que recebeu uma nota de R$ 420 como pagamento de um empréstimo e ainda devolveu R$ 320 de troco para um golpista em Unaí (MG) vai ter o prejuízo ressarcido.

A cédula usada para enganar a vítima foi lançada por um empresa de vestuário e era distribuída como brinde para clientes. A vítima vai receber uma caixa contendo R$ 420 e produtos da marca.

"A nossa intenção, desde sempre, é fazer arte pra chocar e trazer reflexão, mas nunca pra lesar quem quer que seja", disse a empresa em uma rede social.

A empresa esclareceu ainda que a nota foi lançada em julho de 2020, após o Banco Central anunciar que iria colocar a nota de R$ 200 em circulação. Explicou ainda que a aparência da cédula está relacionada com a filosofia da marca, que luta pela descriminalização e acesso da maconha medicinal para quem precisa. A empresa ainda destacou que a nota está amparada no artigo 5º da Constituição Federal, que regulamenta a liberdade de expressão e artística.

Investigação

Sobre a investigação do caso, a Polícia Civil informou que o golpista, de 24 anos, teve a prisão ratificada por tráfico de drogas, já que foram apreendidas porções e um pé de maconha na casa onde ele morava. Ele foi encaminhado ao sistema prisional onde está à disposição da justiça.

"Quanto ao crime de moeda falsa, a PCMG esclarece que não há que se falar nesta tipificação, haja vista ser a cédula de 420 reais uma falsificação grosseira, o que configura, em tese, o crime de estelionato que segue sendo investigado. No entanto, não é possível adiantar novos detalhes sobre a investigação em andamento. Informa ainda que, tão logo o inquérito seja concluído, os esclarecimentos serão prestados à sociedade."

Com informações do site: G1