sexta-feira, 27 de agosto de 2021

Incêndio em Barueri: marido machuca braço tentando tirar mulher e três filhos de dentro de casa, relata tio


 
Foto: Reprodução
Enquanto um grande incêndio consumia uma fábrica de reciclagem na Rua das Antilhas, no bairro Jardim Califórnia, em Barueri (SP), a residência de uma família também era atingida pelas chamas, resultando na morte de Vanessa Rodrigues e seus três filhos pequenos, sendo uma menina de 11 meses e dois meninos, de 2 e 4 anos. O marido dela estava perto e, ao ver o fogo, correu para tentar salvá-los. Segundo um tio dele, o homem machucou o braço enquanto tentava tirar a família lá dentro, além de ter sofrido algumas queimaduras no rosto.

— Segundo a informação que chegou até a gente, ele teve queimaduras no rosto e machucou o braço tentando tirar a família de dentro de casa, mas não obteve êxito — contou o tio, Anderson Costa, acrescentando que o sobrinho recebeu alta médica no mesmo dia e foi para a casa de parentes.

Com a notícia da morte da mãe e das crianças, amigos e familiares começaram a deixar mensagens de luto nas redes sociais.

"Nossos corações estão em grande tristeza. Que Deus possa te confortar, meu sobrinho Rafael Silva, e toda nossa família. Estamos em oração para Deus assim te dar amparo neste momento difícil", postou uma pessoa próxima às vítimas.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública de São Paulo, mais de 50 agentes do Corpo de Bombeiros atuaram no combate ao incêndio. Após terem controlado as chamas, os quatro corpos das vítimas foram encontrados carbonizados.

— Encontramos a mãe, e três filhos, de 2 e 4 anos e o bebê de 11 meses — afirmou o coronel Jefferson de Mello, comandante da corporação.

A Polícia Civil, por meio da delegacia de Barueri, solicitou realização de perícia no local e abriu uma investigação "para esclarecer todas as circunstâncias relacionadas aos fatos", disse em comunicado.

Como a indústria que pegou fogo trabalhava com compostos químicos para reciclagem de plástico, a orientação das autoridades dada aos moradores e ao comércio local foi de evitar se aproximar do foco do incêndio e de manter suas janelas fechadas para não inalar a fumaça, que era tóxica.


Com informações do site: Extra Globo