quinta-feira, 5 de agosto de 2021

Médicos alertam que inúmeros doentes sofrem de perda de cabelo pós-Covid


 


Foto: Reprodução
Normalmente, uma pessoa pode perder até 100 cabelos por dia, mas o eflúvio telógeno (condição que consiste na queda difusa em todo o couro cabeludo), pode aumentar até 300 a 400 cabelos por dia, reporta um artigo publicado no jornal International Business Times. 

"Temos visto o dobro de pacientes que se queixam de problemas relacionados à queda de cabelo. A inflamação que ocorre pós-Covid-19 é um dos principais contribuintes para esta situação. Os défices causados por uma ingestão nutricional comprometida, mudanças súbitas de peso, distúrbios hormonais e níveis reduzidos de vitamina D e B12 são algumas das principais razões para os grandes volumes de perda de cabelo pós-Covid", disse Shahin Nooreyezdan, consultor sénior de Cirurgia Plástica e Cosmética, nos Hospitais Apollo Indraprastha, em Nova Deli, na Índia.

No entanto, a condição, que surge entre um a 1,5 meses após a Covid, é temporária e melhora com tratamento adequado em dois a três meses.

"A razão é a interrupção do crescimento do folículo piloso devido a uma infecção aguda como o coronavírus que leva o cabelo a cair ou morrer (fase telógena). E o cabelo morto cai automaticamente depois de algumas semanas", explicou Sachin Dhawan, consultor sênior do Departamento de Dermatologia do Fortis Memorial Research Institute.

"Para casos leves, a recuperação é automática. Em casos graves, um bom suplemento de cabelo com biotina e aminoácidos, ferro e outros minerais é dado, juntamente com um peptídeo que contenha soro", acrescentou Dhawan.

Durante a recuperação pós-Covid, as pessoas devem consumir uma dieta nutritiva juntamente com fontes comestíveis naturais de vitaminas e ferro. A carência de ferro pode acelerar ainda mais a perda de cabelo, e a ingestão de uma dieta rica em proteínas e equilibrada pode ser uma solução para reduzir a queda de cabelo temporariamente.

De acordo com os médicos, além de consumir uma alimentação saudável e tomar suplementos nutricionais, deve-se também evitar o calor emitido por secadores ou modeladores de cabelo e a aplicação de produtos químicos, além de evitar o sedentarismo - mantendo um estilo de vida ativo. 

"Só depois de esperar entre cinco a seis semanas após o consumo de uma dieta nutritiva é que as pessoas devem consultar um médico, caso ainda estejam a experienciar perda de cabelo excessiva", disse Kuldeep Singh, consultor sénior de Cosmetologia e Cirurgia Plástica, Hospitais Apollo Indraprastha, Nova Deli.

Com informações do site: Noticias ao minuto