quinta-feira, 5 de agosto de 2021

Mulher em coma há 21 anos pode ser menina desaparecida no Espírito Santo


 


Foto: Reprodução

Segundo o jornal ‘O Globo”, a mulher, que vive em estado vegetativo, teve as características compatíveis com a menina que foi sequestrada e desapareceu em Guarapari enquanto passava as férias com os pais há 45 anos.

Apelidada por funcionários do hospital de Clarinha, a mulher foi atropelada por um ônibus enquanto fugia de um homem. Desde então ela está em coma no hospital. Várias tentativas de identifica-la ao longo dos anos foram sem sucesso.

Um grupo de papiloscopistas da Força Nacional de Segurança Pública se interessou pelo caso e entrou em contato com o Ministério Público, que atuava na tentativa de identificar Clarinha.

Usando a técnica de comparação facial com buscas no banco de dados de desaparecidos, o grupo chegou a uma criança de 1 ano e 9 meses de Minas Gerais que passava as férias com a família em Guarapari quando foi sequestrada. Os dados entre as duas são compatíveis e uma nova etapa de identificação ainda está em andamento.

O material genético de Clarinha foi enviado para a Polícia Civil de Minas Gerais, que tem os dados genéticos dos pais da menina desaparecida e aguarda o resultado do exame.



Com informações do site: Jornal O Globo