sexta-feira, 27 de agosto de 2021

‘Nunca vi um bicho desse’, diz homem que filmou sucuri em vegetação queimada


 


Foto: Reprodução

Administrador de uma fazenda em Morro Agudo (SP), Ronaldo Antunes diz que precisou superar o susto para chegar perto de uma sucuri e filmar o momento em que a cobra rasteja por uma vegetação queimada até chegar a um brejo.

O intuito, além de registrar a cena, era garantir que não seria chamado de mentiroso quando fosse contar a história aos amigos e familiares.

“Eu nunca vi um bicho desse. A primeira coisa era filmar, porque se eu contasse ninguém ia acreditar. Fui garantir o registro. Depois que eu filmei, eu corri lá para buscar o parceiro, porque se fosse para ser mentiroso, era em dois, e não um só”, brinca.

Flagrante
As imagens, feitas na terça-feira (24), mostram o largo rastro deixado pela cobra no chão durante o deslocamento dela até a água.

Antunes conta que viu o animal brilhando em meio ao barro.

“Eu assustei muito. Um bicho enorme desse. Mas eu consegui chegar perto e filmar. Ela vai dar de oito a dez metros. Eu ia amarrar, prender e arrastar para medir o tamanho. Mas quando eu fui buscar o companheiro, ela tinha afundado no barro. Sem estar vendo eu não ia mexer com ela”, relata.

O administrador conta que ainda pretende medir o tamanho da cobra, mas para isso vai utilizar uma técnica que não necessariamente precise que ele fique junto ao bicho.

"Eu vou ver mais ou menos onde tiver a cabeça e o rabo dela e depois meço com uma trena. Não vou chegar perto não", explica.


Com informações do site: G1