terça-feira, 3 de agosto de 2021

Reviravolta no caso MC Kevin: polícia abre nova linha de investigação sobre morte de funkeiro


 
Foto: Reprodução
A garota de programa Bianca Dominguez será deve ser ouvida novamente no inquérito que investiga a morte do funkeiro MC Kevin. Bianca estava no quarto 502 de um hotel no Rio de Janeiro no momento em que o artista caiu no dia 16 de maio deste ano.

De acordo com o jornal Extra, a jovem narrou no seu primeiro depoimento que, pouco antes da queda, mantinha relações sexuais com o funkeiro na varanda.

No entanto, agora ela alega que o artista estava no cômodo discutindo com Victor Elias Fontenelle, o MC VK, tendo, inclusive, pedido ajuda a ele, que não socorreu o amigo.

Em entrevista ao programa "Domingo Espetacular", da TV Record, o advogado Danilo Garcia de Andrade, que representa Bianca, informou que irá enviar ao Ministério Público do Rio um documento com sete páginas e 115 itens que detalham o episódio e teriam sido lembrados pela modelo após o depoimento.

Segundo ele, a briga "acalorada" e "com gestos bruscos" entre MC Kevin e MC VK era sobre a possibilidade de a mulher do funkeiro, a advogada Deolane Bezerra, hospedada na suíte 1305, estar chegando.

Os dois estariam em pé, indo para a varanda, e o desentendimento, garante o advogado, teria motivado o funkeiro a passar as pernas pelo parapeito.