quinta-feira, 5 de agosto de 2021

Sucuris gigantes 'tomando sol' são flagradas por guia e turista durante passeio de canoa


 


Foto: Reprodução
Duas sucuris gigantes, que estavam tomando sol, foram flagradas por um guia de turismo que acompanhava um turista em um passeio de canoa, em um rio de água cristalina, na região de Bonito, a 297 km de Campo Grande. O responsável pelas imagens, é o guia de turismo Vilmar de Oliveira Teixeira, que informou ainda que as cobras tratam-se de duas fêmeas. 

Conforme relato do guia, os animais estavam às margens do rio tomando sol, já que no dia flagrante as temperaturas estavam abaixo do comum na região: "Nesse tempo em que está meio frio, elas [sucuris] saem de suas tocas ou da própria água para se aquecerem. Por isso que é possível fazer flagrantes incríveis como esse", explicou ao G1.

Vilmar ainda relata que no dia flagrante, feito em 27 de julho, estava acompanhado de um amigo que visitava a região: "Esse meu colega que fiz durante o passeio que ele escolheu aqui na região, ficou encantado ao ver os animais", relembra.

Ainda de acordo com Vilmar, todas as filmagens são feitas de uma distância para não perturbar as sucuris sempre respeitar seu espaço: "Meu objetivo é mostrar esse animal como forma de preservação e espero, que gerações futuras possa presenciar esse bicho tão incrível da nossa natureza", finaliza.

A doutora em ecologia pela Universidade de São Paulo (USP) e que também coordena um projeto voltado para as sucuris na região de Bonito, Juliana Terra, explica os principais motivos que facilitam observar as grande cobras. A especialista ressalta que nessa época do ano, é bastante comum que tenha o aumento da possibilidade de avistar as sucuris, isso por causa da chegada do inverno, momento em que as serpentes buscam manter-se aquecidas por meio da luz solar.

"Não é nada atípico desse ano. Pelo contrário, é bastante comum e tem alguns motivos para isso. O principal é a temperatura. Quando chega maio ou junho, quando vamos entrando em períodos e baixas temperaturas. Então é assim, sempre antes ou após uma frente fria, é comum que elas utilizem as horas do dia do sol para se aquecerem, já que a água nessa época fica muito fria, especialmente durante a noite. Então é comum que elas busquem sair da água, busquem as margens dos rios ou barrancos que sempre ficam próximos dos leitos. Ali elas buscam se aquecer sob o sol", e ainda acrescentou:

A especialista explica que as sucuris são endotérmicos, ou seja, animais que não produzem calor metabolicamente, assim, buscando o aquecimento fora da água, momento em que a maioria dos registros fotográficos são feitos.


Com informações do site: Diário Vip