segunda-feira, 6 de setembro de 2021

Corpo de mulher encontrada morta no canal da Lava-Tripa é enterrado sob forte comoção em Olinda


 
Foto: Reprodução
O corpo da estudante de gastronomia, Rosana do Nascimento Nonato, de 46 anos, foi enterrado no Cemitério de Águas Compridas, em Olinda, no Grande Recife, na tarde desta quinta-feira (2). Sem velório, os parentes colocaram uma foto da estudante em cima do caixão, que permaneceu fechado. 

Antes do enterro, dois dos três filhos de Rosana se ajoelharam sobre o caixão. A filha Alice Letícia, ainda de jovelhos, relembrou os últimos momentos vividos com a mãe.
As amigas de curso de Rosana também prestaram as últimas homenagens. A estudante Monique Santana contou que a amiga estava muito feliz, mas não escondia que vivia um relacionamento abusivo. 

Antes do sepultamento, foram feitas orações e, em seguida, o corpo de Rosana do Nascimento foi enterrado. Os familiares protestaram pedindo justiça. O pai da vítima, o aposentado Manoel do Nascimento pediu para que as mulheres não silenciem em caso de violência.
O caso:
O corpo de Rosana foi encontrado nessa quarta-feira (1º), no canal da Lava-Tripa, em Olinda. De acordo com os parentes, a mulher estava desaparecida desde o último domingo (29), quando teria saído para uma festa com o companheiro, José Fernandes do Nascimento. 

O homem, de 48 anos, é apontado como suspeito do feminicídio. Ele foi preso em flagrante pela polícia e aguarda audiência de custódia.

Com informações do site: TVJORNAL