quinta-feira, 23 de setembro de 2021

Homem defeca pelo órgão genital e ejacula pelo reto por dois anos; médicos desvendam caso raro;


 
Foto: Reprodução
Quadros de coma são sempre instantes de tensão para médicos e familiares do paciente. Por isso, a saída desse estado é celebrada e gera a expectativas de melhoras na saúde. No entanto, um homem que saiu de um coma viveu quadros aterrorizantes. 

O paciente ficou em coma durante três semanas depois de uma intoxicação causada por cocaína e fenciclidina (PCP). Após sair do estado, passou a sofrer uma série de complicações envolvendo o órgão genital e reto. De acordo com o jornal Daily Star, ele chegou a fazer cocô pelo órgão genital e ejaculou pelo reto.

Ainda segundo o portal inglês, o homem de 33 anos sofreu com as complicações por dois anos, até que seus testículos começaram a inchar e ele procurou um médico devido à dor excruciante.

Conforme a publicação, ele expelia gases na urina, uma condição chamada pneumatúria. O paciente também urinou material fecal, denominado fecalúria. Pela Quadros de coma são sempre instantes de tensão para médicos e familiares do paciente. Por isso, a saída desse estado é celebrada e gera a expectativas de melhoras na saúde. No entanto, um homem que saiu de um coma viveu quadros aterrorizantes. 

O paciente ficou em coma durante três semanas depois de uma intoxicação causada por cocaína e fenciclidina (PCP). Após sair do estado, passou a sofrer uma série de complicações envolvendo o órgão genital e reto. De acordo com o jornal Daily Star, ele chegou a fazer cocô pelo órgão genital e ejaculou pelo reto.

Ainda segundo o portal inglês, o homem de 33 anos sofreu com as complicações por dois anos, até que seus testículos começaram a inchar e ele procurou um médico devido à dor excruciante.

Conforme a publicação, ele expelia gases na urina, uma condição chamada pneumatúria. O paciente também urinou material fecal, denominado fecalúria. Pela nádega, expeliu “quantidade substancial” de sêmen.

Ao ser submetido a um exame de toque retal, o homem descobriu que tinha sinais de problema na parede retal. Quanto o órgão genital, ele possuía uma infecção do trato urinário.

Outros exames identificaram fústula — uma passagem anormal — entre a uretra e o reto, por onde fluidos corriam. O homem foi submetido a uma cirurgia. 

Os médicos descobriram, ainda, que, quando esteve em coma, o paciente recebeu um cateter que poderia ter causado as complicações. O caso foi registrado na revista científica Cureus., expeliu “quantidade substancial” de sêmen.


Ao ser submetido a um exame de toque retal, o homem descobriu que tinha sinais de problema na parede retal. Quanto o órgão genital, ele possuía uma infecção do trato urinário.

Outros exames identificaram fústula — uma passagem anormal — entre a uretra e o reto, por onde fluidos corriam. O homem foi submetido a uma cirurgia. 

Os médicos descobriram, ainda, que, quando esteve em coma, o paciente recebeu um cateter que poderia ter causado as complicações. O caso foi registrado na revista científica Cureus.

Com informações do site: macajubaacontece