quarta-feira, 22 de setembro de 2021

Influenciadora de 22 anos desaparece nos EUA e FBI confirma assassinato; entenda


Foto: Reprodução
A influenciadora norte-americana Gabby Petito, de 22 anos, desapareceu enquanto fazia uma viagem de carro com o noivo, Brian Laundrie, nos Estados Unidos, em meados de agosto. Após o caso ser relatado ao FBI pela família, no dia 11 setembro, os agentes iniciaram uma investigação e, no último domingo, 19, encontraram restos mortais na Floresta Nacional de Bridger-Teton, em Wyoming. Segundo o laudo do médico legista Brent Blue, do condado de Teton, divulgado nesta terça-feira, 21, pelo FBI, o corpo era da jovem e ela foi vítima de assassinato.

A forma como Gabby foi assassinada, no entanto, ainda depende da conclusão da autópsia.

A jornada, que começou em julho, foi documentada no perfil da jovem no Instagram, com cenas de ambos felizes. A jovem havia largado seu emprego para poder fazer a viagem.

Duas semanas antes do desaparecimento da influenciadora, em 12 de agosto, a polícia da cidade de Moab, no Utah, foi chamada para um possível incidente de violência doméstica envolvendo o casal.

Imagens da câmera corporal de um agente foram divulgadas, mostrando Petito chorando e reclamando sobre sua saúde mental aos agentes. Segundo ela, o casal vinha discutindo com mais frequência. Na ocasião, os policiais recomendaram que eles passassem a noite separados, mas nenhum inquérito foi aberto pelo incidente. Não se sabe, até o momento, o que aconteceu após o ocorrido.

O noivo

Brian Laundrie, noivo de Gabby, voltou para sua casa na Flórida em 1º de setembro, mas estava sozinho e se recusou a falar com a polícia sobre o caso.

Segundo o site TMZ, uma denúncia anônima informou que o noivo de 23 anos foi visto agredindo a jovem semanas antes do desaparecimento. A denúncia está sendo averiguada.

Os policiais estão buscando o noivo de Gabby, considerado “pessoa de interesse” na investigação, para prestar novos esclarecimentos. Segundo a BBC, a família diz não encontrar Brian desde a última segunda-feira, 14, quando ele disse ter "saído para uma caminhada".


Com informações do site: O DIA