terça-feira, 14 de setembro de 2021

Irmã de motorista morto por passageira após zombar de mau hálito desabafa: ‘Esperamos justiça’


 
Foto: Reprodução
O motorista Walisson Barbosa dos Santos, de 35 anos, estava em mais um dia de trabalho na cidade de Anápolis, em Goiás. Uma mulher que costumava passar pelo local era alvo de gozação por parte de funcionários da empresa de ônibus, que tapavam sempre o nariz quando ela começava falar, indicando que ela tinha mau hálito.

No dia 1º, Walisson teria feito piada com o suposto mau hálito da mulher que não teve a identidade revelada. Brava com a piada, a mulher saiu do terminal de ônibus, comprou etanol em um posto de combustível e retornou. Câmeras de segurança registraram o momento em que ela ateou fogo no motorista.

A mulher foi detida pela polícia e não demonstrou arrependimento de seu ato na delegacia. O motorista foi encaminhado ao hospital em estado grave. Ele teve 80% do corpo queimado e estava na UTI do Hospital Estadual de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol).

Na madrugada deste domingo (12), após 11 dias internado, Walisson não resistiu à queimadura em 80% de seu corpo. Ele sofreu três paradas cardíacas e não resistiu. A família está muito triste com ocorrido e clama por Justiça. “Não era essa a notícia que queríamos dar, infelizmente. Esperamos Justiça pelo meu irmão”, afirmou Gislaine Maria dos Santos, irmã da vítima.

A mulher que ateou fogo em Walisson segue presa. Ela responderia por tentativa de homicídio. Com o falecimento do motorista,  a suspeita deve responder agora por homicídio. Pela forma como tudo aconteceu, pode haver agravantes, como motivo torpe, sem chance defesa para a vítima e meio cruel.


Com informações do site: I7NEWS