terça-feira, 14 de setembro de 2021

Lutador que virou pistoleiro de grupo em Manaus retalhava vítimas e mantinha 'lista negra'


 
Foto: Reprodução
Manaus/AM - O ex-lutador de jiu-jitsu, Lucas José, que virou pistoleiro de uma facção criminosa, revelou à polícia que costumava retalhar as vítimas.

Suspeito de matar aproximadamente 24 pessoas, o jovem mantinha uma espécie de “lista negra”, um caderno onde anotava os endereços, as datas e a quantidade de vítimas executadas em cada ataque. 

A maioria delas eram membros de grupos rivais. Um dos alvos do lutador foi uma mulher que foi encontrada decapitada no bairro Cidade de Deus há algumas semanas.



O registro foi encontrado na casa em que Lucas morava, no bairro Novo, na rua P32, na Zona Leste. Os ataques aconteciam em todas as zonas de Manaus, em bairros como Compensa, Alfredo Nascimento, Educandos, Novo Aleixo, Tancredo Neves, São Francisco e outros .

Um dos comparsas de José foi preso na semana passada. Ele atuava como olheiro e marcava as casas onde moravam as vítimas que deveriam ser mortas por ele.

Com informações do site: portaldoholanda