segunda-feira, 6 de setembro de 2021

Mãe leva 3 tiros na cabeça ao tentar impedir execução de filho


 


Foto: Reprodução

O sentimento de mãe é capaz de não medir esforços pelos filhos. Se possível, ela dá a vida para que os filhos vivam. 

Foi socorrida em estado grave, na noite desta quarta-feira (1), na cidade de Massaranduba, interior da Paraiba, uma mulher de 50 anos de idade que foi atingida por três tiros na cabeça ao tentar defender o filho de atiradores que invadiram sua casa.

O filho da vítima, que é ex-presidiário, seria o alvo do atentado. De acordo com informações da polícia, a casa foi invadida por uma dupla armada.

Ao perceber que o filho seria morto, Graciete Valdevino Teixeira correu para abraçar o filho na intenção de protegê-lo. Os bandidos atiraram várias vezes e a mulher foi atingida na região da cabeça por pelo menos três tiros.

Apesar da mãe ter sido baleada, o filho, de 30 anos de idade, conseguiu correr até a moto e fugiu. Vizinhos que ouviram os tios foram ver o que tinha acontecido, viram a mulher caída e acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que socorreu a mulher para o Hospital de Emergência e Trauma em Campina Grande.

Os suspeitos de cometerem o crime fugiram e ainda não foram localizados.

Avô morre ao proteger neto
A doméstica Maria Barroso da Silva, de 38 anos, morreu na madrugada do último dia 27 de agosto, após lutar pela vida no Hospital e Pronto-Socorro Platão Araújo, na Zona Leste de Manaus.

Ela foi baleada ao proteger o neto, de apenas um ano de idade, durante um tiroteio na tarde de quinta-feira (26), no bairro Cidade de Deus, na Zona Norte, ao ter a casa invadida por criminosos em fuga.

Os suspeitos conseguiram alcançar os alvos e entraram na casa da doméstica, que estava cozinhando para a família. Na ação, um homem, ainda não identificado, foi executado dentro da residência. Um outro acabou baleado e Maria foi atingida nas costas ao proteger o neto de um ano no meio do fogo cruzado. 

Com informações do site: emtempo