terça-feira, 14 de setembro de 2021

Mais uma mulher diz que foi abusada pelo suspeito de matar Anielle e denuncia na delegacia, na Paraíba!


 
Foto: Reprodução
José Alex está preso suspeito de matar e abusar uma criança de 11 anos, Anielle Texeira, que foi encontrado morta na última quarta-feira (8), em uma mata no bairro de Miramar, nas proximidades do Pão de Açúcar.

A vítima de abuso e o namorado dela reconheceram José Alex como o autor do ato, de acordo com delegada Amindonzele Carneiro.

Esse é o segundo caso de denúncia registrado na delegacia com o mesmo suspeito sendo autor dos ocorridos. A primeira denúncia aconteceu na manhã da última quarta-feira (8) e a vítima disse que reconheceu o suspeito após a exibição das imagens dele nos meios de comunicação.

Segundo depoimento da vítima, a agressão teria ocorrido no bairro do Miramar, quando o suspeito, José Alex, teria invadido a casa dela, a agredido e entrado em luta corporal com ela.

A mulher informou ainda que o homem tentou levar ela para um local mais reservado a todo instante e que o objetivo dele era abusa-la.

José Alex confessou ter matado a criança, mas negou ter abusado a menina. O homem passou por audiência de custódia e foi levado para o Presídio PB-01, na capital, nesta quinta-feira (9).

A delegada disse ainda que resolveu divulgar a situação acreditando que possam existir outras mulheres que possam ter sido vítimas do suspeito.

As denúncias de violência contra a mulher podem ser feitas em qualquer uma das 14 Delegacias da Mulher (Deam) espalhadas em todas as regiões do Estado, além do plantão 24 horas na Deam Sul de João Pessoa, que funciona na Central de Polícia.

A DEAM de João Pessoa da Região Norte fica localizada na Av. Dom Pedro II), Centro, e o telefone para contato é o (83) 3264-9160, e a DEAM de João Pessoa da Região Sul fica localizada no bairro João Paulo II e o telefone para contato é o (83) 3264-9164.

Além desses locais, o denunciante poderá utilizar os telefones 197 (Polícia Civil), 190 (Polícia Militar, para chamado de urgência) ou o 180 (número nacional de denúncia contra violência doméstica). Outra opção é fazer um registro da denúncia através da delegacia online no endereço: www.delegaciaonline.pb.gov.br.

Com informações do site: riachoemfoco