quarta-feira, 1 de setembro de 2021

Modelo é morta a facadas pelo ex em Ananindeua


 
Foto: Reprodução

Uma das assistências que a mulher tem ao solicitar uma medida protetiva é o distanciamento obrigatório da pessoa que a ameaça ou até já a vitimou. Sair de um relacionamento abusivo não é nada fácil, principalmente pelos danos psicológicos causados à vítima.

A modelo paraense, Geordanan Natally Sales Farias, de 20 anos, teve sua vida interrompida na madrugada desta quarta-feira (1º). A jovem foi brutalmente assassinada a golpes de faca desferidos pelo seu ex-namorado. O assassinato ocorreu no conjunto Cidade Nova 6, em Ananindeua, Região Metropolitana de Belém.

O caso é tratado como feminicídio, quando um crime é praticado contra a mulher em decorrência do fato de ela ser mulher (misoginia e menosprezo pela condição feminina ou discriminação de gênero, fatores que também podem envolver abuso) ou em decorrência de violência doméstica.

ASSASSINO DA MODELO 

Lúcio Magno Quadros, o acusado, marcou um encontro com a modelo em uma rua entre a WE-82 e a We-83, próximo a residência da vítima e cometeu o crime.

O casal namorou por três anos, mas se separou recentemente. Como informou o pai da vítima, em depoimento. Depois disso ela teve um outro relacionamento, mas acabou voltando para Lúcio.

O acusado disse que eles brigavam até que "pegou a faca", ele acrescentou ainda que "foi o calor do momento" e que estava com um monte de coisa na cabeça.

MEDIDA PROTETIVA

Geordana registrou um Boletim de Ocorrência em maio por agressão, inclusive tinha uma medida protetiva contra o acusado.

Lúcio já foi detido na casa em que mora, também na Cidade Nova. A faca, com qual o crime foi cometido, foi encontrada perto da residência da vítima.

O acusado ficou ferido, ele foi para UPA, mas já foi apresentado ao Sistema Penal.

Com informações do site: Dol