quinta-feira, 23 de setembro de 2021

Pastora celebra primeiro culto em igreja trans e comemora: ‘sou um instrumento de Deus’


 
Foto: Reprodução

Jacques Chanel é uma pastora trans de 56 anos que nasceu em berço evangélico e diz que já sofreu muito preconceito em toda a sua vida. Nascida no Pará, região norte do Brasil, ela afirma que desde a infância sofreu com o preconceito dentro de sua casa, mas que agora está realizando um sonho e abriu uma igreja evangélica voltada para o público trans.

Pastora celebra primeiro culto na igreja trans

O primeiro culto presencial da Igreja Trans ICM Séforas, no Centro de São Paulo, aconteceu na última segunda-feira. Jacques garantiu que está muito feliz em conseguir alcançar esse objetivo, já que ela garante que não imaginava que seus esforços para ajudar as pessoas dessa comunidade renderiam frutos tão importantes. 

A mulher trans foi consagrada a pastora em maio de 2021. Jacques afirmou que já foi expulsa de algumas igrejas, mas há 8 anos começou a promover encontros com pessoas trans que tinham o desejo de estar em uma igreja inclusiva. Ela disse que começou a promover um trabalho social que beneficiasse essas pessoas que estavam em situação de rua e precisavam de apoio.

Ela foi consagrada em maio de 2021

Sendo assim Jacques começou a pedir doações de alimentos, roupas, fazia bazar e tudo o que estava a seu alcance para que as pessoas dessa comunidade se sentissem acolhidas e incluídas. 

A pastora contou que sua infância foi triste e que vivia com a incerteza do amor de sua mãe, já que ela o considerava muito afeminado. Com a morte de seu pai, Jacques veio para São Paulo para tentar a vida e encontrou muitos preconceitos e percalços pelo caminho.

Hoje a pastora comemora o início de um novo ciclo em sua vida: “Eu não tenho a menor dúvida de que sou um instrumento de Deus e de que as pessoas conseguem ver a luz de Jesus em minha vida.“, disse ela eufórica.

Com informações do site:  i7news - Tatiane Braz