quinta-feira, 2 de setembro de 2021

‘Pastora’ diz que Lúcifer é o filho pródigo e se reconciliará com Deus


 
Foto: Reprodução

Uma pastora usou sua página nas redes sociais para dizer que recebeu uma revelação sobre a redenção de Lúcifer, comparando-o com o filho pródigo da parábola de Jesus Cristo.

Cristiane Marques, que se identifica como pastora, escreve em espanhol no Facebook e grava vídeos no mesmo idioma, apesar do sotaque típico carioca.

No texto sobre a teoria da redenção de Lúcifer, ela afirma que haverá reconciliação do anjo caído através de uma “oferta de paz” representada pela entrega das almas que estão com ele no inferno.

“Com o perdão pelo sangue de Jesus Cristo, agora todos os que vivem no inferno estão livres da culpa e do pecado, também Lúcifer que é o filho pródigo que retorna para casa e pode entrar na glória do pai celestial”, escreveu a suposta pastora.

No mesmo texto, ela afirma ser “uma guerreira celestial que luta por seu indulto com unhas e dentes”.

“Agora todos são redimidos no sangue de Jesus Cristo. No Dia da Reconciliação de Lúcifer com o pai celestial e Jesus Cristo, Lúcifer entregará todas as almas que ele salvou até o momento ao pai celestial e a Jesus Cristo, como uma oferta de paz, para retornar ao céu, ao seio do pai celestial”, acrescenta ela.

Como não há embasamento bíblico para esse devaneio, Cristiane Marques apela ao sobrenatural: “Palavra revelada por nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo e o pai celestial. Todos bebem deste cálice, porque este é o meu sangue que estabelece a nova aliança, que é derramada para perdoar os pecados de muitos”.

“Embora a visão ainda demore um pouco, mas ela se apressa até o fim e não mentirá; Ainda que demore, espere, porque sem dúvida virá, não demorará muito”, diz ela, encerrando com a referência a Habacuque 2:3,4:

“Esta é uma visão do futuro; descreve o fim, e tudo se cumprirá. Se parecer que demora a vir, espere com paciência, pois certamente acontecerá; não se atrasará. Olhe para os arrogantes, os perversos que em si mesmos confiam; o justo, porém, viverá por sua fidelidade a Deus”.

Com informações do site: Voz da Bahia