quarta-feira, 8 de setembro de 2021

Terrorista é morto na Nova Zelândia após esfaquear seis pessoas


 
Foto: Reprodução
Clientes de um super mercado na cidade de Auckland, na Nova Zelândia , viveram momentos tensos nesta sexta-feira (03). Isso porque um terrorista, de 32 anos e que não teve seu nome revelado, esfaqueou seis pessoas no local. Após a chegada dos policiais, o autor dos ataques foi morto a tiros. Veja imagens do atentado

Andrew Coster, comissário da polícia local, disse que "quando a comoção começou, dois operadores táticos da polícia moveram-se até seu local e o enfrentaram. Quando ele os abordou com uma faca, ele foi baleado e morto".

O oficial confirmou que o autor do ataque agiu de maneira 'solitária' e que seis pessoas foram alvos do ataque. Destas, três encontram-se em estado grave e uma em estado grave.

AUTOR MONITORADO

Jacinda Ardern, primeira ministra neozelandesa, realizou um discurso na sequência da ação policial e afirmou que o país foi alvo de um "extremista violento" que "empreendeu um ataque terrorista contra inocentes da Nova Zelândia".  "Foi odioso, foi errado. Foi realizado por um indivíduo, não por uma fé. Só ele carrega a responsabilidade por esses atos".

O suspeito encontrava-se sob monitoramento da polícia da Nova Zelândia há cinco anos por possíveis ligações com o Estado Islâmico. Em suas publicações nas redes sociais, o rapaz dizia-se ser "firmemente antiocidental". 

"Era alguém conhecido de nossas agências de segurança nacional, era motivo de preocupação e estava sendo monitorado constantemente", revelou a primeira-ministra.
"A realidade é que quando você está vigiando alguém 24 horas por dia, 7 dias por semana, não é possível estar imediatamente ao lado dela o tempo todo", opina Coster.

Com informações do site: ultimosegundo